Aconselhamento Gratuito

Existem diversos sistemas fotovoltaicos. O seu cálculo depende do tipo de instalação e do consumo da habitação.
Primeiro que tudo há que distinguir se tem consumo significativo durante o dia. Ou se tem cilindro de aquecimento de água ou piscina.
Se sim, então poderá beneficiar dos novos sistemas de auto-consumo sem baterias.
Se tem pouco consumo durante o dia, mesmo assim poderá instalar um sistema mínimo, 350W por exemplo, que lhe irá anular o consumo residual e o frigorífico durante o dia.

Sistemas de auto-consumo sem baterias

O sistema de auto-consumo produz energia eléctrica a partir de painéis fotovoltaicos. Uma vez que não existem baterias para armazenar, toda a energia que instantaneamente se produz deve ser consumida, ou será perdida. Aplicam-se em casos de habitação doméstica que tenha consumo durante o dia, mas a sua maior utilidade encontra-se nos casos de condomínios, lojas, escritórios, restaurantes, hotéis, lares de terceira idade, centros de dia, etc.
A nova lei do auto consumo facilita a instalação de sistemas até 4000W sem a necessidade de pagamento de taxas e sem inspecção.

Sistemas off-grid ou em ilha

Os sistemas off-grid ou em ilha são autónomos. Estas instalações são utilizadas em locais onde a rede pública não existe, ou quando não se pretende a ela recorrer, evitando assim o pagamento de taxas e consumo de KWh.
No coração destes sistemas estão as baterias. Elas armazenam a energia eléctrica produzida durante o dia pelos painéis fotovoltaicos. A energia das baterias é transformada em 230V, corrente alterna, através do inversor que determina a potência máxima que a instalação pode debitar.
O correto dimensionamento dos painéis fotovoltaicos, regulador de carga, baterias e inversor, são fundamentais para que o sistema funcione com a maior eficiência possível, o que é decisivo quando há menos sol, por exemplo, no Inverno.

Sistemas híbridos

Funcionam tal como os sistemas em ilha, mas mantêm a ligação à rede pública. Assim, estes sistemas solares fotovoltaicos, produzem e armazenam a energia eléctrica em baterias, mas caso esta se esgote, consomem a restante a partir da rede pública. No verão a produção fotovoltaica é suficiente, não havendo consumo exterior da rede pública. No Inverno, especialmente quando se seguem diversos dias de céu nublado, a rede pública fornece a energia em falta. É também possível utilizar um gerador convencional para produzir a restante energia, mas nestes sistemas em que se mantém a rede pública, é mais vantajosos consumir KWh e as respectivas taxas do que consumir combustível, o que custa muito mais €.

Como dimensionar o seu sistema fotovoltaico?

Para avaliar a viabilidade de um sistema de auto consumo é necessários saber:

  • Se existe energia eléctrica da rede.
  • Se o consumo durante o dia é significativo.
  • Se o local é de habitação permanente.
  • Uma factura da luz que tenha consumo medido.
Se pretende um sistema de auto-consumo em ilha (isolado), então o seu cálculo é muito mais complexo. Ao contrário da rede pública, que nos fornece (e cobra) toda a potência de que necessitarmos, os sistemas aqui propostos, à excepção do Híbrido, tem uma capacidade limitada de produção energética. Este limite depende do equipamento instalado mas também da existência de sol, o que é incontrolável. Assim, temos de pensar se conseguimos viver com uma quantidade finita de energia eléctrica. A sua gestão é agora vital, pois não podemos consumir mais do que temos. Há que adaptar o consumo em face da energia existente e do estado do tempo nos dias seguintes. Este novo estilo de vida, energeticamente mais limitado, é também sem dúvida mais ecológico e auto-sustentável. Por outro lado, tenho a certeza de que gostaria de viver sem ter de pagar energia eléctrica. Isso é possível, mas tem os seus limites.

Para que possamos realizar um cálculo energético e dimensionar um sistema solar fotovoltaico, é necessário que nos responda às seguintes perguntas:

Clique aqui
  • Cidade da instalação.
  • Tem acesso a telhado ou outro local onde colocar painéis fotovoltaicos com visibilidade para Sul?
  • Tem instalado aquecimento de água solar?
  • A casa é de habitação permanente ou fim de semana?
  • A casa é habitada durante o dia?
  • Quantas pessoas habitam na casa?
  • Que tipo de iluminação utiliza? (incandescente, halogéneo, poupança fluorescente)
  • Como é feito o aquecimento de água? (esquentador, cilindro eléctrico, solar, etc)
  • O que utiliza para cozinhar? (fogão/placa a gás, placa de vitrocerâmica ou placa de vitrocerâmica de indução)
  • Tem forno eléctrico?
  • Quantos frigoríficos e arcas tem ligados permanentemente?
  • Tem BOX para receber televisão por cabo ou satélite? Quantas?
  • Tem computadores ligados 24 horas? Quantos?
  • Tem ar condicionado?
  • Tem máquina de lavar a loiça ou roupa? Se sim, quantas vezes são utilizadas por semana? E arcas tem ligados permanentemente?
  • Indique a potência dos seguintes electrodomésticos caso os tenha: Aspirador, cafeteira eléctrica, máquina de café, micro-ondas.
  • Tem bomba de água eléctrica? Qual a potência? De que tipo (submersa, superfície, superfície com balão)?
  • Tem algum equipamento trifásico? Qual?

Necessitamos também de uma factura de electricidade em que conste consumo medido. Pode por favor enviar para o e-mail energia@ccbs.pt.

O seu contacto telefónico é também importante para esclarecer eventuais dúvidas.

Se preferir pode contactar-nos pelo número 218 451 852.

Responda ao que souber e envie-nos sem compromisso. A nossa missão é encontrar a solução mais adequada para si, permitindo-lhe decidir conscientemente o que pretende fazer.
karma-vegetariano-logo-1589812730